Obesidade Infantil: Nutricionista faz alerta sobre os perigos

11/10/2019 - 05:10

Sexta-feira, 11 de outubro, Dia Nacional de Prevenção da Obesidade e véspera do dia das crianças. Os assuntos levam à uma reflexão e alerta sobre a saúde das crianças e adolescentes brasileiros. Segundo dados da  Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), no Brasil, quase 11% das crianças são consideradas obesas. A média na OCDE é de 9,9%. O número de crianças pré-obesas no país chega a 17,2%.

Na região Nordeste do país, cerca de 28% das crianças entre 5 e 9 anos e 16% dos adolescentes apresentam excesso de peso, de acordo com o Atlas de Obesidade da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e Síndrome Metabólica (ABESO). 

Nutricionista Thaisy Honorato fala sobre obesidade infantil

Para a nutricionista pediátrica Thaisy Honorato, professora de Nutrição da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), a obesidade é atualmente um importante problema de saúde pública. “Acredita-se que no ano 2025 o número de crianças com sobrepeso e obesidade no mundo pode chegar a 75 milhões, caso nada seja feito. Portanto, medidas urgentes devem ser tomadas para prevenir e tratar o excesso de peso nessa faixa etária”, afirmou a nutricionista. 

Segundo a profissional, algumas medidas podem ajudar crianças e adolescentes neste combate. “Por meio de substituições alimentares saudáveis, como maior consumo de alimentos naturais e redução de industrializados; envolvimento dos pequenos no preparo de algumas refeições; estímulo à atividade física (com brincadeiras e momentos lúdicos); redução do tempo de uso de eletrônicos, como televisão e celular”, disse.

A nutricionista também ressalta a importância do papel da família e do profissional nutricionista no processo da educação alimentar. “E o mais importante: toda a família precisa estar envolvida nesse processo de mudança! A criança não deve se sentir excluída, punida ou pressionada. Práticas saudáveis são importantes para a saúde e vida de todos! E para que esse processo seja realmente efetivo é importante o acompanhamento regular com um nutricionista“, relatou

Veja também



Fale Conosco

X

Enviando seu email...

Email enviado com sucesso!