Contratação de nutricionistas é tema de reunião entre CRN-5 e Secretaria de Educação

11/01/2017 - 08:01

Com o objetivo de adequar a presença do nutricionista no Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) no Estado da Bahia com a contratação de profissionais para o setor, a diretoria do Conselho Regional de Nutricionistas da 5ª Região (CRN-5) esteve reunida ontem (10), na sede do Conselho, com o superintendente de Planejamento e Organização da Rede Escolar da Secretaria de Educação do Estado (SEC), Frederico Gonçalves.

Na oportunidade, o representante da SEC falou sobre a dificuldade de contratação direta de nutricionistas pelo Estado, mas reconheceu importância e a existência da demanda, inclusive sinalizada pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), órgão federal que libera recursos para a área. “Temos plena consciência da necessidade de nutricionistas na alimentação escolar, por isso estamos aqui para encontrar uma forma de equacionar esse problema, mesmo com a grande dificuldade financeira pela qual passa o Estado da Bahia, com toda essa crise”, afirmou.

A nutricionista Rita Frumento, presidente do CRN-5; Anderson Carvalho, vice-presidente; Emerson Palmeira, diretor-secretário; e Diva Aragão, coordenadora da Fiscalização do CRN-5; ouviram as propostas encaminhadas pela SEC e pontuaram a urgência de contratação de 379 nutricionistas para o setor via concurso público. Os números estão de acordo com os parâmetros definidos pelo Conselho Federal de Nutricionistas (CFN), que também são adotados pelo FNDE como referência.

“Não temos dúvidas de que precisamos desses nutricionistas na alimentação escolar do Estado da Bahia. Lutamos por isso há muito tempo e, particularmente nesta gestão, temos buscado os parlamentares (senadores, deputados federais, deputados estaduais e vereadores) no sentido de sensibilizá-los para o cumprimento da Lei. Pois compete ao nutricionista assumir as atividades de planejamento, coordenação, direção, supervisão e avaliação de todas as ações de alimentação e nutrição no âmbito da alimentação escolar”, explicou Rita Frumento.

Outro ponto destacado na reunião foi a qualidade do serviço prestado. A equipe da Superintendência falou que iria apresentar a proposta de contratação direta à SEC e a possibilidade, também, da contratação por terceirização, opção questionada pela diretoria do Conselho.

“Nós estamos preocupados, também, com a forma como esse serviço será prestado. Sabemos das dificuldades do Estado em contratar e da crise no país, mas são 800 mil crianças de 417 municípios que precisam ser alimentadas com qualidade e de maneira segura. E o nutricionista é o profissional que vai garantir esse serviço. Por isso, a contratação direta via concurso público desses 379 profissionais é a maneira mais eficiente de cumprir o que determina o Pnae”, disse Rita.

Comissão

Após uma extensa discussão sobre o assunto foi criada uma comissão com representantes do CRN-5, da SEC e do Centro Colaborador em Alimentação e Nutrição Escolar da Universidade Federal da Bahia (Cecane/UFBA) para avaliar uma solução rápida e eficiente para a alimentação escolar no estado. Uma nova reunião já foi marcada para debate e possíveis deliberações sobre o tema.

Também estiveram na reunião Raimundo Manoel, representante do Cecane/UFBA; Luis Henrique Silva Pereira, assessor de Gestão e Planejamento da SEC; e Déa Miranda e Suely Miranda, ambas representantes da SEC.

 

 

Veja também



Fale Conosco

X

Enviando seu email...

Email enviado com sucesso!