Milho e amendoim são alimentos ricos em nutrientes

5/06/2013 - 09:06

A Nutricionista Lindinalva Santos atua como Personal Diet em Salvador e é consultora de imprensa do CRN-5. Nesta entrevista, ela fornece informações preciosas sobre as comidas típicas juninas. Confira:

CRN-5 – Grande parte das receitas deste período junino utilizam o milho verde como ingrediente principal. Nutricionalmente, como este alimento pode ser caracterizado?

Lindinalva Santos – O milho é um alimento saudável, rico em fibras, que tem a função de eliminar toxinas e manter a taxa de colesterol em nível adequado (porque reduz o colesterol ruim, o LDL). É rico em proteínas, sais minerais, Vitaminas B1 e E. A Vitamina B1 favorece o bom funcionamento do sistema nervoso, cardíaco e muscular enquanto a vitamina E fortalece o sistema imunológico e previne o organismo contra os radicais livres (impedem o envelhecimento das células). Além disso, o milho é isento de glúten, ou seja, pode ser oferecido a doentes celíacos.

CRN-5 – E o amendoim, outro alimento preferido nesta época?

LS – O amendoim é uma semente oleaginosa (também classificado como leguminosa da família do feijão e soja) rico em lipídio insaturado (gordura boa), em proteínas, zinco, vitaminas B1 e E. Também tem a função de melhorar o nível de colesterol. Além disso, é rico em fibras que oferece saciedade (se for bem mastigado) e reduz a ingestão de outros quitutes típicos da festa como bolos de aipim, tapioca ou carimã, que são bem mais calóricos. Porém, apesar de todas as propriedades benéficas descritas, possui calorias e, portanto, deve ser consumido com moderação.

CRN-5 – Muitos pratos juninos utilizam cravo e a canela na receita. Estes alimentos fornecem bons nutrientes para o corpo humano?

LS – Cravo e canela são especiarias consideradas termogênicas, que aceleram o metabolismo, aromatizam as preparações e, se consumidos com moderação, podem favorecer o emagrecimento.

CRN-5 – O consumo dos alimentos típicos juninos pode causar algum  mal à saúde?

LS – Desde que sejam utilizados com moderação, não causam mal à saúde, exceto a paçoca e o pé de moleque, que são muito calóricos (100g de pé de moleque tem em torno de 400 kcal), por serem preparados com amendoim e uma grande quantidade de açúcar, que pode comprometer o nível de glicose e, portanto, são os grandes vilões dos festejos juninos. Não há necessidade de consumo. O quentão (bebida de vinho quente misturado a outros ingredientes) é bastante calórico também: 100 ml possui 294 kcal. Além disso, o teor alcóolico desta bebida pode causar danos a quem se esquecer da moderação ao consumi-la.

CRN-5 – Você poderia sugerir formas mais saudáveis de preparar as comidas típicas juninas?

LS – O milho cozido pode ser consumido evitando-se o excesso de sal no cozimento e sem adição da manteiga ou margarina. Existe o hábito, em Salvador, de colocar manteiga no milho cozido. O milho pode ser cozido no vapor para evitar perdas nutricionais. Uma espiga de milho tem em torno de 90 a 130 kcal (depende do tamanho da espiga).

O amendoim deve ser cozido com pouco sal e o consumo deve ficar em torno de 30 a 50 g diárias (uma xícara pequena).

A canjica, o arroz doce e bolos de milho podem ser feitos com leite desnatado e adoçante artificial para reduzir as calorias.

CRN-5 – Com o aumento do preço do milho este ano, devido à escassez ocasionada pela seca na Região Nordeste, a aquisição do alimento em quantidade por muitas famílias fica comprometida. Tem como preparar os quitutes usando menos milho?

LS – Uma solução é comprar uma quantidade menor de milho verde e adicionar o cereal nas receitas: flocos, farinha de milho e até o milho enlatado ou à vácuo. Recomendo que o milho enlatado seja retirado da embalagem, lavado em água corrente, colocado numa peneira para que o líquido seja totalmente eliminado. Em seguida, armazenar num recipiente com tampa bem fechado (vidro) e congelar até o dia da preparação. É importante verificar, no momento da aquisição, se a lata que o milho está acondicionado no mercado encontra-se isenta de abaulamento (estufada) ou amassada, com pontos de ferrugem, e o prazo de validade. São cuidados importantes para prevenção de toxinfecção alimentar.

CRN-5 – O milho pode ser substituído por outro ingrediente?

LS – Os bolos e o cuscuz podem ser feitos com carimã ou aipim. A pamonha pode ser feita com carimã. Porém, não tenho conhecimento de preparação da canjica sem o milho.

 CRN-5 – Como manter uma alimentação saudável durante os festejos juninos diante de tantas delícias calóricas?

LS – Mesmo durante a festa junina, a recomendação é manter um bom desjejum com pão integral, queijo branco e uma porção de fruta. Não se deve abrir mão do almoço, em que devem ser ingeridas saladas, grãos e carnes magras, para compensar a ingestão dos petiscos juninos. Se o indivíduo substitui as refeições por petiscos juninos diariamente, com certeza ganhará peso de forma desnecessária.  É importante curtir as festas, utilizando a culinária típica com moderação.

CRN-5 – Ótimas dicas. Tem mais?

LS – As espigas de milho comercializadas em feiras livres, algumas vezes, ficam acondicionadas no chão, expostas a insetos e roedores. Os consumidores devem ser “fiscais da aquisição”. A higiene é fundamental. O alimento não pode representar riscos à saúde. Além disso, é bom ter cuidado com o excesso de bebida alcoólica, até por motivos estéticos: 1 ml de álcool possui 7 kcal. Curtir a festa sem excessos é a melhor opção!

Veja também



Fale Conosco

X

Enviando seu email...

Email enviado com sucesso!