Gestores federais se reúnem para discutir o Plansan 2016-2019

14/03/2016 - 03:03

Com o objetivo de planejar as ações de segurança alimentar e nutricional até 2019, cerca de 100 gestores e técnicos de 21 ministérios do governo federal se reuniram em Brasília, nos dias 9 e 10 de março, para discutir a segunda edição do Plano Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (PlanSan).

Na primeira edição, elaborada em 2012, o combate à fome era um dos temas principais. Os objetivos foram incorporados pelas políticas públicas e apoiaram o país na saída, em 2014, do Mapa Mundial da Fome da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO).

De acordo com o Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea), presente no evento, as metas e diretrizes para o período 2016-2019 serão bem desenhadas, apontando para um o plano mais robusto, na medida em que sejam garantidas a interação e a conexão com outros planos e ações.

Planejamento

Entre as principais demandas que farão parte do documento com estratégias e metas está o enfrentamento à obesidade, o combate à insegurança alimentar e nutricional de grupos populacionais específicos, como quilombolas e indígenas, e a ampliação da produção, do abastecimento e do consumo de alimentos saudáveis.

A redução da pobreza e a ampliação do acesso à água, além da consolidação do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan) e a promoção de um maior diálogo internacional, também estão na pauta do documento.

Os desafios foram apontados a partir das demandas apresentadas durante a 5ª Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, em 2015, e do Plano Plurianual (PPA) 2016-2019.

Fonte: MDS
Foto: Ana Nascimento 

Veja também



Fale Conosco

X

Enviando seu email...

Email enviado com sucesso!