Em audiência na CMS, CRN-5 alerta para necessidade de mais nutricionistas na alimentação escolar

25/05/2016 - 02:05

Apesar da chuva e do trânsito complicado na última terça (24), devido a passagem da Tocha Olímpica em Salvador, a Câmara Municipal (CMS) realizou uma audiência pública para discutir a alimentação escolar e segurança alimentar no município. O autor da proposta foi o vereador Everaldo Augusto (PCdoB), que esteve reunido com a diretoria do Conselho Regional de Nutricionistas da 5ª Região (CRN-5) este mês, quando recebeu uma série de denúncias dos conselheiros sobre problemas na alimentação escolar do município e sugestões para projetos na área de segurança alimentar.

Na sessão, presidida por Everaldo Augusto, estiveram presentes os conselheiros Rosemary Barreto, Janaína Queiroz, Emerson Palmeira e Anderson Carvalho, que representou o órgão na mesa diretora; a nutricionista Tânia Buranelli, representando o Fórum Bahia de Direito Humano a Alimentação Adequada e Segurança Alimentar e Nutricional; a professora Hércia Azevedo, representante do Conselho Municipal de Alimentação Escolar (Comae); e a professora Silvana Coelho, representando a APLB-Sindicato.

Também estiveram no evento estudantes de Nutrição da Uneb e Unime, além dos vereadores Vânia Galvão (PT), Hilton Coelho (Psol) e Silvio Humberto (PSB), que declararam total apoio à causa dos nutricionistas em resposta as denúncias sobre a reprovação das contas da merenda escolar.

“Temos hoje um desafio. Nossa luta é garantir a merenda escolar de qualidade para as crianças em todo o município. Nós, vereadores comprometidos com o serviço público de qualidade, temos a obrigação de questionar o secretário de Educação e o prefeito para que nossas crianças não sejam alimentadas com biscoito, suco de ‘qualquer coisa’ e que fique por isso mesmo. Não. Queremos alimentação de verdade nas escolas. Comida de verdade, com arroz, feijão, carne e tudo mais”, declarou Everaldo.

Na fala do nutricionista Anderson Carvalho, conselheiro do CRN-5, ele declarou que a defasagem de nutricionistas na alimentação escolar só piora o quadro no município. “Temos apenas 14 profissionais lotados no município para atuar na alimentação escolar. Os parâmetros assistenciais apontam uma defasagem de 50 profissionais no quadro. Isso, com certeza, daria maior qualidade e segurança à alimentação escolar. O nosso compromisso aqui, vereador, em cobrar providências,  é social e político. É em prol da Nutrição, dos nutricionistas e da sociedade, que exige os resultados do nosso trabalho. Por isso, é urgente a realização de concurso público para contratação de mais profissionais para a área”.

Segurança alimentar

Outro assunto discutido durante a audiência pública na CMS foi a necessidade projetos para que restaurantes em Salvador tenham nutricionistas como responsáveis técnicos. A medida também foi discutida durante a reunião do vereador Everaldo Augusto com conselheiros do CRN-5. Para o parlamentar, é preciso que um projeto seja logo elaborado para ir à votação.

“Eu, como consumidor, também como em restaurantes. Mas eu quero comer sabendo que o alimento que eu estou consumindo é seguro. Que eu não terei nenhum problema clínico ou correrei risco de morrer por ingestão de uma comida estragada. O nutricionista é um elemento fundamental nesta questão, pois ele, com o seu preparo, pode evitar que emergências de hospitais fiquem lotadas ou que pessoas morram pela ingestão de alimentação estragada”, declarou o conselheiro Emerson Palmeira, cobrando medidas da Casa.

 

Veja também



Fale Conosco

X

Enviando seu email...

Email enviado com sucesso!