CRN-5 se reúne com vereador de SSA para cobrar avanços na Alimentação Escolar e pedir apoio na luta por RT’s nos restaurantes

21/10/2015 - 03:10

Neste 21 de outubro, Dia Nacional da Alimentação Escolar, o Conselho Regional de Nutricionistas da 5ª Região informa aos profissionais mais um passo na caminhada em busca de serviços dignos e de uma alimentação escolar que garanta o que é preconizado pelo Plano Nacional de Alimentação Escolar (Pnae).

Esta semana o CRN-5 recebeu na sua sede, em Salvador, o vereador Everaldo Augusto (PCdoB) para uma reunião sobre as demandas da categoria no município e, principalmente, a busca de apoio no cumprimento do Pnae. “Para mim, o papel dos nutricionistas é de extrema importância para a sociedade. Primeiro, porque são os nutricionistas os profissionais mais preparados para nos orientar clinicamente sobre alimentação. Em segundo lugar, são os nutricionistas os profissionais capacitados para garantir uma alimentação saudável e segura para as pessoas”, declarou o vereador.

Na reunião, Everaldo ainda se comprometeu em elaborar um projeto de lei em parceria com o CRN-5 para obrigar restaurantes da capital a terem um nutricionista como responsável técnico e, assim, “salvaguardar” a saúde das pessoas. “Eu compreendo, claramente, que um nutricionista como responsável pela segurança alimentar de um restaurante é a garantia de comida segura na mesa. Quantas pessoas passam mal ou ficam intoxicadas após comer um alimento estragado nesses restaurantes? Eu não estou falando de cardápio, isso não tem nada a ver. Estou falando de saúde pública, de pessoas que vão parar nos hospitais, nas UTI’s, com infecções alimentares. Qual é o custo disso para o SUS?”, questionou.

Escolas

A reunião foi conduzida pela conselheira Valquíria Agatte, que cobrou do parlamentar uma posição quanto ao cumprimento do que é estabelecido pelo Pnae para o município de Salvador. “Temos uma demanda que precisa ser atendida quanto a alimentação escolar. Já temos estudos prontos aqui no Conselho e queremos contribuir para que avanços sejam obtidos na alimentação escolar de Salvador”, apontou.

Para o parlamentar, a cobrança é justa e deve ser atendida. “Estamos falando de um setor estratégico para o desenvolvimento do país e precisamos avançar neste sentido. Eu me coloco à disposição da categoria, do Conselho, do sindicato, para discutirmos esses pontos, apresentarmos nossas propostas e avançar. Salvador é a terceira maior capital do país e precisa ser um exemplo no que diz respeito a alimentação escolar. Do jeito que está não pode ficar”, concluiu.

Ainda durante a reunião o vereador se comprometeu em agendar uma audiência pública com os nutricionistas para a elaboração de um projeto que atenda as demandas do município e as normas estabelecidas pelo Pnae.

Veja também



Fale Conosco

X

Enviando seu email...

Email enviado com sucesso!