CRN-5 incentiva Nutricionistas a transformar sonhos em oportunidades de negócio

1/09/2014 - 12:09

“Transforme seus sonhos em oportunidades de negócios”. Esta foi a principal mensagem deixada pela edição 2014 do Bem Viver Nutrição, evento promovido pelo Conselho Regional de Nutricionistas da 5ª Região em parceria com o Sebrae na manhã e tarde do último sábado (30/08) no Hotel Fiesta, em Salvador, durante comemoração ao Dia do Nutricionista (31/08). Através de palestras focadas em como montar e divulgar o seu negócio na área de alimentos e nutrição, o público de quase 200 pessoas presente no evento aprendeu que não basta ter ideias: para empreender, é preciso planejar, conhecer, perseverar e acreditar. Esta mensagem foi reforçada pela Mesa Redonda “Empreendedores de Sucesso”, marcada por cases relatados com um toque especial de emoção  pelas Nutricionistas Márcia de Melo Paranaguá, Diva Rocha Lima, Andréa Souza e Silva e Domitila Santos Amaral, com mediação do Conselheiro do CRN-5 Emerson Palmeira.

Outro momento especial do Bem Viver Nutrição 2014 foi a segunda edição do Prêmio Drª Angeolina Rossi, mediado pela Conselheira Márcia Cristina Magalhães. A premiação valorizou todos os trabalhos científicos inscritos, destacando Luiza de Jesus Santos, da Universidade Federal da Bahia (UFBA), pelo primeiro lugar na categoria Painel, com o trabalho “Tempo e Temperatura da Alimentação Transportada destinada ao Restaurante Universitário na cidade de Salvador-BA”. Já a vencedora da categoria oral foi a estudante Sabrina Feitosa da UFBA, pelo trabalho “Efeito da Fritura por Imersão nos Minerais do Acarajé”. Quem também acabou “ganhando” com o evento foi a ONG Lar Vida, beneficiada com 159 pacotes de fradas doadas pelos participantes do Bem Viver a partir do incentivo do CRN-5. “Acreditamos na seriedade do trabalho que esta instituição faz em defesa do cuidado e valorização de pessoas com deficiência”, comentou a diretora do CRN-5, Diva Rocha Lima.

Abertura

Na abertura do evento, a presidente do CRN-5, Valquíria Agatte, apresentou ações do CRN-5, além do incentivo ao empreendorismo, que marcam a atual gestão do Conselho: criação de uma Comissão Parlamentar para fortalecer a representatividade política da entidade; assinatura de termos de cooperação técnica junto ao Ministério Público da Bahia e de Sergipe para ampliar a contratação de nutricionistas pelos Estados e Municípios da Bahia e de Sergipe; colaboração com o Conselho Federal de Nutricionistas (CFN) no processo de reestruturação do Código de Ética profissional; intensificação da fiscalização do exercício profissional, especialmente nos municípios do interior, e ampliação da aproximação com a categoria, através da realização do “Café com a Presidente”, uma série de encontros que serão realizados junto aos profissionais e estudantes de nutrição para discussão de assuntos relevantes para a categoria.

Em seguida, o vice-presidente CFN, Fábio Rodrigo Santana dos Santos, destacou as ações de valorização do Nutricionista no âmbito das políticas públicas, um dos focos principais do CFN na campanha do Dia do Nutricionista deste ano. “Estamos trabalhando em parceria com outras entidades para valorizar ainda mais a nossa profissão. Para isso, apostamos na unicidade da categoria e alinhamento de propostas comuns para encararmos os desafios da atualidade, tais como o surgimento de novas áreas da nutrição, mudanças epidemiológicas da nossa população, relação com outros profissionais e mudanças no mercado de trabalho. Conclamamos a todos que estejamos juntos para crescermos fortes, coesos e dialogando com a sociedade sobre a importante relação entre o alimento, o homem e a vida. Feliz Dia do Nutricionista”, disse o Nutricionista, antes da palestra “Como montar o seu negócio na área de alimentos e nutrição”, proferida pelo consultor do Sebrae, Joaquim Susart.

Orientações para novos empreendedores

 “Nem todo empresário é empreendedor e vice-versa. Quem quer empreender, deve se preparar para isso, conhecer tendências de mercado e investir nelas com base em um Plano de Negócios bem estruturado”, disse o palestrante do Sebrae, que iniciou sua abordagem apresentando as principais características do comportamento empreendedor, entre as quais destacam-se: assumir riscos controlados; buscar oportunidades e iniciativas; ser eficiente, persistente, comprometido, dinâmico e autoconfiante;  estabelecer metas realizáveis; planejar e monitorar ações sistematicamente; ter persuasão e, claro, ter uma boa rede de contatos. “O dono da empresa deve estar à frente do negócio, embora não seja precise, necessariamente, estar presente na empresa full time. Ele deve estar permanentemente informado sobre tudo o que acontece e conduzir as ações de acordo com as metas estabelecidas”, destacou. “O caminho para se empreender começa com a identificação de uma oportunidade, passa pelo teste da viabilidade e tomada de decisões, até chegar à implementação do negócio e administração do empreendimento propriamente dito”, completouSusart.

Para explicar como uma oportunidade de negócio deve ser avaliada, o administrador disse ser preciso responder a algumas perguntas: 1) Aquele negócio atenderá necessidades de algum público?; 2) Há perspectivas de lucros?; 3) Por quanto tempo?; 4) É possível recuperar o dinheiro investido?; 5) Existe possibilidade de expansão e 6) Todas essas questões, se respondidas positivamente, podem ser detalhadas no papel? Este detalhamento citado por Susart deve estar registrada em um Plano de Negócios, que é um instrumento por meio do qual são organizados dados, informações e previsões a respeito do empreendimento, a fim de orientar na tomada de decisões estratégicas e minimizar os fatores de risco.

“Este plano não garante o sucesso empresarial, mas auxilia no estudo de viabilidade do negócio; ajuda no financiamento e empréstimos, além de facilitar a busca de parceiros e sócios”, resumiu. Um bom Plano de Negócios deve definir o produto ou serviço; identificar o mercado consumidor, o mercado fornecedor e o concorrente; avaliar o ponto de venda; levantar o investimento fixo e estimar os cursos fixos e com pessoal.

O palestrante incluiu em sua abordagem os 10 pecados capitais que precisam ser evitados por quem quer ter sucesso ao empreender: 1) Não ter capital; 2) Misturar despesas pessoais e empresariais; 3) Não ter capacidade e administrativa; 4) Escolher mal o negócio; 5) Errar no mix de produtos; 6) Escolher um ponto ruim; 7) Desconhecer o mercado; 8) Apostar em modismos; 9) Operar na ilegalidade e 10) Não ser, de fato, um empreendedor.

Como divulgar o seu negócio

Ao abordar a importância da divulgação do negócio, Susart destacou os objetivos da comunicação empresarial e os canais através dos quais é possível atingir o público-alvo, “que deve ser muito bem definido”, enfatizou. “Embalagens, produtos, eventos, propaganda, boca a boca, empregado, publicidade, promoções, merchandising e call center são alguns dos meios que o empreendedor pode utilizar para levar consumidores a experimentar o novo, afastá-los dos produtos concorrentes (sem falar mal dele!), aumentar a compra dos produtos existentes, manter e recompensar um consumidor real e/ou construir o relacionamento com clientes e potenciais clientes”, disse.

“O empreendedor não pode esquecer de estabelecer o orçamento que será investido em comunicação e, ao fim de cada ação, avaliar os resultados”, frisou. Além dos canais de comunicação não pessoais, como cartazes, panfletos, carros de som, anúncios, uniforme dos vendedores, limpeza e arrumação do ponto de venda e cartões de visita, o palestrante mencionou a importância da pessoa do empreendedor no processo de divulgação do seu negócio. “A presença dele em feiras e exposições ou em entrevistas para rádios, TVs e demais espaços jornalísticos das mídias podem fazer uma grande diferença na divulgação do negócio”, concluiu, antes de exibir um vídeo em homenagem ao Dia do Nutricionista.

CONFIRA OS SLIDES APRESENTADOS NA PALESTRA COMO MONTAR UM NEGÓCIO NA ÁREA DEALIMENTOS E NUTRIÇÃO

Veja também



Fale Conosco

X

Enviando seu email...

Email enviado com sucesso!