Câmara Técnica de Agroecologia é criada na Bahia

27/01/2016 - 09:01

O Conselho Estadual de Desenvolvimento Rural Sustentável (CEDRS) se reuniu, nesta quinta-feira (21), para constituir a Câmara Técnica de Agroecologia e iniciar os trabalhos de discussão de uma proposta de Lei Estadual de Agroecologia.

Em sua fala de abertura, o secretário de Desenvolvimento Rural e presidente do Conselho, Jerônimo Rodrigues, tratou da importância do Estado como agente estratégico para a construção de um novo paradigma. “Temos que mudar o modelo de vida no mundo em que vivemos, trazer a educação e a saúde para o debate, coordenando forças. A nossa cultura educacional é a de vender veneno, máquinas, produção de grãos, sem discutir a estrutura agrária. Produzir de forma sustentável é fundamental para melhoria da qualidade de vida”, disse.

Também, foram apresentados por Cinara Sanches, representante da Articulação de Agroecologia da Bahia (AABA), os históricos de construção da Política Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica, o decreto federal que trata do tema e o Projeto de Lei 21.479/2015, de autoria do deputado estadual Marcelino Galo.

Para Joelson Ferreira de Oliveira, agricultor e morador do assentamento Terra Vista essa é uma importante discussão para construção desse projeto de agroecologia, pois, segundo ele, “a agricultura em larga escala está chegando ao final, levando a humanidade a enfrentar situações, muitas vezes, adversas. É preciso repensar nossa permanência na Terra e produzir com sustentabilidade”, afirmou.

Outros dois encontros já estão marcados para dar continuidade às discussões. O próximo em 18 de fevereiro e outro na primeira semana de março. Em seguida, os resumos das discussões serão disponibilizados para consulta pública nos sites da SDR (www.sdr.ba.gov.br) e Sema (www.sema.ba.gov.br).

Grande participação – Além de membros do Conselho, estiveram presentes representantes de cinco secretarias de estado: Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), Secretaria de Meio Ambiente (SEMA), Secretaria da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (SEAGRI) e Casa Civil. Representantes de universidades, movimentos sociais da agricultura familiar e do grupo de Segurança Alimentar e Nutricional do Governo do Estado também participaram.

Compuseram a mesa o secretário de Desenvolvimento Rural e presidente do conselho, Jerônimo Rodrigues, Cinara Sanches, representante da Articulação de Agroecologia da Bahia (AABA), Michele Rios, da Secretaria de Meio Ambiente e Flávio Bastos, Secretário Executivo do Grupo Governamental de Segurança Alimentar e Nutricional – GGSAN.

Veja também



Fale Conosco

X

Enviando seu email...

Email enviado com sucesso!