América Latina e Caribe vivem epidemia de obesidade

12/07/2019 - 04:07

Em relatório publicado na última segunda-feira (8), a agência da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) e a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) alertaram que a América Latina e o Caribe vivem uma ‘epidemia de obesidade’. Ao mesmo tempo, aumenta também o número de pessoas em situação de insegurança alimentar na região.

De acordo com o relatório, na região, 59,7% da população tem sobrepeso e 24,7% das pessoas são consideradas obesas. O Índice de obesidade triplicou ao longo dos últimos 40 anos. As taxas são as segundas mais altas do mundo, ficando atrás apenas do registrado na América do Norte.

De 1975 a 2016, a América Latina e o Caribe viram o sobrepeso saltar de 33,4% para quase 60%. Há cerca de quatro décadas, a obesidade afetava 8,6% dos cidadãos da região. Agora, estima-se que um em cada quatro latino-americanos e caribenhos sofra do problema.

O documento aponta o “triplo ônus da má nutrição”, uma mescla de subalimentação, obesidade e falta de micronutrientes que cria “um problema de saúde pública cada vez mais grave”. No Brasil, a obesidade é estimada em 22,1% pela OMS. Já o sobrepeso, em 56,5%.

Fonte: ONU

Veja também



Fale Conosco

X

Enviando seu email...

Email enviado com sucesso!